Joana leu: Como se livrar de um vampiro apaixonado, de Beth Fantaskey

Como se livrar de um vampiro apaixonado Beth Fantaskey editora Sextante 295 páginas "Casar-se com um vampiro certamente não esta...

Como se livrar de um vampiro apaixonado
Beth Fantaskey
editora Sextante
295 páginas
"Casar-se com um vampiro certamente não estava nos planos de Jéssica Packwood para seu último ano escolar. Mas quando um novo aluno esquisitão (e muito gato) chamado Lucius Vladescu aparece do nada, dizendo que Jéssica pertence à realeza vampírica e está prometida em casamento a ele, futuro líder do clã mais poderoso dos vampiros, ela é obrigada a rever seus conceitos. Se a garota ainda nem beijou na boca, como pode sequer pensar em um compromisso eterno? Armada com uma autoconfiança recém-adquirida, Jéssica passa por uma transformação drástica de adolescente nerd americana para princesa vampira europeia nessa sátira cheia de reviravoltas e surpresas."

Eu adorei o livro! Tem o vampiro charmoso comum das estórias de vampiro, mas ele é um adolescente tentando encontrar seu lugar no mundo, como qualquer adolescente comum, e tem a mocinha apaixonada e indecisa, que se acha feia e tem medo de dar o primeiro passo, além de sua rival linda e loira. Não tem como ficar sem graça não é mesmo?


Jéssica está tranquila em sua vidinha de jovem nerd no último ano do colegial, e quer deixar o mais rápido possível tudo aquilo para trás, os traumas e os sonhos adolescentes, assim como o medo de não ser aceita. Mas no primeiro dia de aula do último ano ela é surpreendida pela presença de um garoto diferente, para dizer o mínimo: o menino está usando uma roupa preta muito bem cortada, com um sobretudo enorme mesmo estando calor. E ele olha para ela insistentemente, deixando-a sem jeito e intrigada.

Mais tarde, ele se apresenta como Lucius Vladescu, seu noivo vampiro, e diz que estão prometidos desde o nascimento por seus pais. Devem se casar e assumir o comando dos dois clãs que viveram durante muito tempo em guerra, e só estão em trégua agora para esperar a união dos jovens, que vai trazer a paz para todos.

É impossível alguém aceitar isso assim, do nada, e claro que Jéssica se rebela contra a situação, depois de descobrir suas origens vampíricas e tenta de todas as formas desfazer o acordo feito quando ela ainda era um bebê e se livrar do casamento arranjado. Lucius vai cortejando Jéssica, tentando conquistá-la, mas ela vai ficando cada vez mais revoltada com tudo aquilo.

Para ajudar, Lucius se hospeda na casa de Jéssica, e ai fica impossível não cruzar com ele. Enquanto Jéssica tenta convencer o vampiro a enfrentar sua família real e desistir do casamento, ele faz o contrário, e tenta incansavelmente convencê-la de que aquele é o seu destino e que eles serão felizes juntos.

Entre idas e vindas, eles se distanciam, se aproximam um pouco, depois voltam a se separar, enquanto cada um vai viver experiências amorosas com outras pessoas. Mas Jéssica vai dia a dia mudando sua opinião sobre o jovem vampiro bonitão e acaba descobrindo que gosta dele de verdade. Enquanto ela luta a todo custo para afastar Lucius de sua vida e esquecer toda aquela baboseira sobre vampiros que ele insiste em falar, ela vai se interessando por ele secretamente, e se acostuma tanto com sua a presença a ponto de sentir sua falta quando ele não está por perto.

Como todo pessoa da idade deles, eles são teimosos e mudam de opinião rapidamente, além de ainda não entender o que estão sentindo nem saber o que fazer com desejos e vontades que surgem de repente. Lucius luta contra seus princípios para tentar convencer Jéssica de que ela é realmente sua princesa vampira, e quando acha que isso vai prejudicar a menina, ele também passa a sofrer pelo sentimento que tem por ela. Por outro lado, quando mais Jéssica tenta se afastar, mais se sente atraída por ele.

O legal nesse livro é ver como a autora misturou o cotidiano de um adolescente americano com uma realidade totalmente diferente, que é o mundo dos vampiros, com todas as suas lendas e personagens fantásticos, de uma forma que não ficou forçado nem chato. Alíás, o livro todo é cheio de momentos engraçados e divertidos, além de alguns românticos, claro.

Ficou muito interessante a forma como Beth foi dando vida à vampira dentro da Jéssica, e a parte mais legal é quando ela narra como e quando nascem as presas dos vampiros.

Gostei também dos nomes dos cavalos dos personagens, que fazem uma clara homenagem a outras duas  importantes figuras da literatura, e que caíram muito bem no enredo da estória.

Achei que o final seria bobo ou previsível, mas nunca imaginei que iria ser como foi, ele realmente me surpreendeu.

Enfim, o livro é ótimo e indico para todos, de qualquer idade, não só para os adolescentes, pois, mesmo sendo uma estória com vampiros e sangue, ela tem uma linguagem mais simples e direcionada para o público infanto-juvenil, o que não impede que qualquer pessoa o leia.

Joana Masen
@joana_masen

Veja também

0 pronto, falei!