Joana leu: Pausa, de Colleen Hoover

"Pausa" Colleen Hoover editora Galera Record 304 páginas "Destinados um ao outro, Layken e Will superaram os obs...

"Pausa"
Colleen Hoover
editora Galera Record
304 páginas
"Destinados um ao outro, Layken e Will superaram os obstáculos que ameaçavam seu amor. Mas estão prestes a aprender, no entanto, que aquilo que os uniu pode se transformar, justamente, na razão de sua separação. O amor pode não ser o bastante. Depois de testado por tragédias, proibições e desencontros, o relacionamento de Layken e Will enfrenta novos desafios. Talvez a poesia desse casal acabe num verão solitário... Sem direito a rimas ou ritmo. A ex-namorada de Will retorna arrependida de ter deixado o rapaz e está disposta a tudo para reconquistá-lo. Insegura, Layken começa a ler novas reações no comportamento de Will e, na insistência para adiar a 'primeira vez' de ambos. Presos em uma ironia cruel do destino, eles precisam descobrir se o que sentem é verdadeiro ou fruto da extraordinária situação que os uniu. Será que é amor? Ou apenas compaixão?"

A continuação de "Métrica" traz um pouco menos de poesia do que eu esperava, mas isso é totalmente justificado; aqui o foco é mais no relacionamento de Layken e Will e em como eles têm que aprender a viver contando apenas com o apoio de um ao outro.

Depois de grandes perdas sofridas pelo casal, agora eles estão mais unidos que nunca e compartilham as alegrias e desventuras de ser responsável por uma criança, já que cada um tem um irmão mais novo que tem que cuidar.

Apesar de se amarem muito, agora esse amor é colocado à prova, pois Will reencontra sua ex-namorada na faculdade, e, aparentemente, ela quer reatar o namoro. Ele fala que está apaixonado por outra, mas a garota não desiste e acaba colocando Will numa situação complicada com Layken, que se afasta e não sabe mais se devem continuar juntos. 

Então Will tem mais uma vez que provar que a ama pelos motivos certos, e não apenas por compaixão devido a situação ímpar que os uniu, e ele lança mão de sua poesia para conquistar Layken definitivamente.

O mais bacana de "Pausa" é que a estória é narrada por Will e não por Layken, como foi no primeiro livro, mas não é a visão dele de "Métrica", mas sim, a continuação dele. E a autora também inseriu novos personagens que se encaixaram perfeitamente na trama, como a menina Kiersten, que tem a mesma idade que os meninos Kel e Caulden, mas parece infinitamente mais madura que eles, e a mãe dela, que é bem descolada e muito consciente.

Os amigos que apareceram no primeiro livro estão lá, com um pouco menos de destaque, mas com sua importância dentro do enredo, além da participação de um antigo amigo de Will, que se mostra não tão amigos assim.

O livro também tem a sua pitada de drama, como não poderia deixar de ser: mais uma perda repentina ameaça a relação de Will e Layken, mas as coisas são lentamente se resolvendo.

Também tem momentos emocionantes durante o slamm, que é a apresentação onde pessoas declamam seus poemas. Para quem quiser saber mais sobre poesia e slamm, acesse os posts da semana especial "Métrica" aqui.

Gostei muito dessa leitura, mesmo que não tenha chorado nem me emocionado tanto quanto no primeiro, mas também passei por alguns trechos em que fiquei com os olhos cheios d'água. Agora é só esperar o desfecho no terceiro volume.

Joana Masen
@joana_masen

Veja também

0 pronto, falei!