Desimpedida: O P! está Fechado com o Aranha

Não dá para acreditar que em pleno 2014, onde acabamos de sediar uma linda Copa do Mundo, ainda aconteça episódios deste tipo. Preconceito ...

Não dá para acreditar que em pleno 2014, onde acabamos de sediar uma linda Copa do Mundo, ainda aconteça episódios deste tipo. Preconceito é mais do que crime, é feio, é ignorante, não faz sentido algum e só mancha a história do futebol.

Durante um mês de Copa do Mundo foi lindo ver todas as torcidas unidas, os país, gente de todas as crenças, idades e raças juntos, vibrando, gritando, torcendo e mais do que isso, se divertindo muito no estádio de futebol. Mas agora diante de campeonatos nacionais, vemos cenas assim: um time perdendo em casa e com uma parte da torcida completamente descontrolada. 

O mais triste disso tudo é saber que não foi a primeira vez que parte da torcida do Grêmio se mostrou ignorante. Não tenho nada contra aos amigos "Imortais", mas no último GreNal, com um péssimo gosto, a mesma parte da torcida resolveu fazer piada da morte do Fernandão - ídolo da torcida Colorada que morreu há alguns meses em um acidente aéreo. Triste. 

Ontem, o jogador Aranha fez mais do que certo e foi muito mais inteligente do que meia duzia de torcedores: não se rebaixou, pediu para que aquilo fosse gravado, para não passar impune mais uma vez. Porque afinal, todos os dias - infelizmente - acontecem insultos desse tipo no campo de futebol. O câmera para quem ele pediu, me parece não ter atendido o goleiro, mas as câmeras da ESPN flagraram o momento em que uma gremista gritava em alto e bom som: MACACO. 

Já vi e revi essa imagem inúmeras vezes e não me conformo. Não me conformo porque a "torcedora fanática" naquele instante acabou com o brilho e encanto de uma partida de futebol. Com toda a alegria e com certeza não machucou apenas o coração do Aranha, machucou a nação de muitos outros negros, outras famílias e amantes deste espetáculo. 

Esse é o assunto do dia no Brasil, país do futebol, lembra ? Já me deparei com várias opinião, respeito todas, mas com certeza discordo de várias. Como por exemplo, outros torcedores gremistas apoiando a atitude da garota. Na minha opinião: errado. 

Também me deparei com muita gente dizendo que foi uma "brincadeira". Mais uma vez: errado: Não dá para aceitar que seja levado na brincadeira. Se a pessoa não gostou, aliás, se é considerado crime, a tal brincadeira não deveria nem existir.

As pessoas também me disseram que talvez fosse "coisa do momento", errado mais uma vez. Já está circulando pela internet várias imagens que mostram que realmente ouve maldade na "brincadeira". Imagens com a própria torcedora que ao que pude ver, até agora não apareceu nem para pedir desculpas. 

Muita gente também disse que esse tipo de coisa deve ser ignorado. Errado. Talvez por ser tão ignorado, chegou onde chegou. E sim, eu acho que algo tem que ser feito. Não me venha com aquela ladainha de que "nada funciona por aqui", eu acredito no Brasil. E se a mudança não vem de cima, tem que partir de nós.

E ainda tem o lado dos clubes. O caso com o Aranha, a gente sabe que infelizmente não é o primeiro e como disse Robinho, não será o último, mas os clubes precisam se mexer. Enquanto não houver intervenção, as coisas não vão mudar. Os torcedores vão continuar achando que mandam nos clubes e que podem tudo. Me desculpem os amantes do futebol, assim como eu, mas é a própria torcida que está destruindo tudo. 

Não dá para generalizar, porque realmente não é todo mundo que faz o que alguns fazem. Não é todo mundo que sai de casa pra brigar, quebrar tudo. Não é todo mundo que sai de casa apenas para xingar o time adversário. E às vezes, a ignorância é tanta, que tem que gente que sai de casa para xingar o próprio time, quebrar a própria casa - como gostamos de chamar. 

Me lembro bem que disse que iria trazer assuntos legais e divertidos, mas precisei falar sobre isso esta semana. Eu vou à estádio, vou em Arena ver basquete e vôlei e, se me convidar, vou até na pelada no bairro e por isso não dá pra aceitar. As punições cabem aos clubes, à Justiça e principalmente ao Ministério Público, a nós que estamos aqui indignados, cabe a mudança.

Nós temos grandes nomes negros envolvidos no esporte, não vale a pena destruir por tudo isso. Temos: Pelé, Robinho, Daiane dos Santos, Serena Willians, Usain Bolt, Michael Jordan, Aranha, Tinga, Gil entre tantos outros... E todos esses saem ou saíram de casa algum dia para fazer aquilo que gostam, que ganharam o dom, pra trazer alegria. Não vale de jeito nenhum deixar com que eles voltem para casa tristes, chateados e com um coração completamente machucado. 

O P! adere a campanha #FechadoComOAranha e vale lembrar: não precisa ser do esporte, qualquer pessoa independente de classe social, religião, opção sexual, tamanho, peso e zás, merecem nosso respeito e o P! abraça a causa nacional contra o preconceito e fecha com todos eles! Tamo junto? 






Virgínia Alves
@VirginiaB_Alves 

Veja também

0 pronto, falei!