Porque perdi a vontade de falar sobre tendências de moda

Quando eu e Helen começamos o blog, nós buscávamos falar de moda de forma descompromissada e sem regras. Já falamos outras vezes, que...


Quando eu e Helen começamos o blog, nós buscávamos falar de moda de forma descompromissada e sem regras. Já falamos outras vezes, que procurávamos algo diferente daquilo que já era feito em outros blogs, que queriam definir o que deveríamos vestir, como nos portar. Isso era 2009 e depois disso a influência deste universo aumentou ainda mais, pela quantidade, qualidade e diversidade.

Nós até tentamos seguir aquela linha de postar looks do dia, mostrar o vestíamos, o que as pessoas estavam usando e o que nos animava. Esta era uma forma descompromissada de falar de moda, uma coisa que amamos, mas que não conseguimos seguir as regras.

Moda pra mim nunca significou a etiqueta que estava na minha última aquisição, o valor que pagava pelo produto, se era ou não algo que estava nas capas da revista. Moda pra mim é a minha identidade, aquilo que imprime a minha personalidade e o meu estado de espírito. E por ser algo tão pessoal, foi ficando cada vez mais difícil escrever sobre as novidades no mundo fashion, porque aquilo já não me interessava mais.

Passei a escrever sobre coisas que me inspiravam, que criavam o meu estilo. Filmes, livros, pessoas, editoriais e blogs que acrescentavam mais ao que gostava de usar. Isso começou a fazer muito mais sentido pra mim. Moda pra mim é algo feito por pessoas, pra pessoas, e não por marcas.

Em meio a tudo isso, também acabou perdendo o sentido falar em certo ou errado na moda. O que combina com o quê e o que é o certo ou errado para determinado tipo de corpo. Sim, existe todo este tipo de estudo, mas não é disto que estou interessada em falar. Pois, acredito que não é certo existir regras para aquilo que faz bem, do que te representa e no que te faz se sentir mais feliz consigo mesmo.

E pra você, o que moda significa?

Sandy Quintans 
@sandyquintans

Veja também

0 pronto, falei!