Que tal customizar?

Vocês devem se lembrar de que na época em que éramos adolescentes nós amávamos deixar nossas roupas com a nossa cara o máximo possível. Afi...

Vocês devem se lembrar de que na época em que éramos adolescentes nós amávamos deixar nossas roupas com a nossa cara o máximo possível. Afinal de contas, a regra número da adolescência é ser diferente de todo o resto do mundo. Eu não sei o motivo, mas quando crescemos acabamos deixando esse hábito de lado ou simplesmente achamos que isso não vale pra nossa fase adulta. 

Quando em "Grande Menina, Pequena Mulher", a Molly faz um tutu pra Ray ♥
Aqui no P!, nós tivemos a fase de customização e fazíamos diversos pequenos projetos. Aliás, foi assim que nasceu nossos posts de DIY. A ideia era dar uma cara nova pra uma peça que estava meio caída, meio sem graça, meio sem vida e transformar em algo novo. Ainda mais se não fosse pra ter cara de abadá, né? Customização não precisa ser uma camiseta recortada, pode ser um detalhe que deixe a peça com a sua cara. 

Vocês lembram quando a Helen salvou uma camiseta que ela ganhou de brinde, apenas colocando alguns ilhoses e alguns detalhes na manga? Ou quando ela transformou uma camiseta em um vestido? Essas foram apenas algumas ideias simples que transformaram essas peças ♥ 

Nesses tempos, em que estamos questionando nossa forma de se vestir, às vezes uma mudança sútil em uma peça pode trazer ela de volta pro seu guarda-roupa. Passar por uma transformação de estilo não é tão viável economicamente. Por mais que você coloque todas as suas peças à venda e consiga levantar certa quantidade de dinheiro, nunca vamos conseguir se desfazer de tudo. 

Nós não podemos nos esquecer de que nossas roupas são uma forma de nos definir e de representação. Até mesmo as pessoas que preferem sempre o básico e se dizem “sem estilo”, faz parte de quem elas são. Então, que tal customizar e dar um up nas suas roupas ao invés de se simplesmente se desfazer? 

Sandy Quintans
@sandyquintans

Veja também

0 pronto, falei!