Embarquei num intercâmbio pra Irlanda

Nesse momento, estou sentada em minha escrivaninha, o mais próximo do aquecedor possível, porque lá fora a sensação térmica é de -6 ºC. Po...

Nesse momento, estou sentada em minha escrivaninha, o mais próximo do aquecedor possível, porque lá fora a sensação térmica é de -6 ºC. Por mais que eu ame o inverno, eu nunca teria arriscado dizer que realmente iria viver um inverno em outro país e bem longe de casa. A gente pensa nessas coisas, mas sempre acha que são coisas distantes e que nunca vão acontecer. Bom, basicamente no tempo que ficamos sem postagens no blog, minha vida estava uma loucura porque havia entrado na fase final dos preparativos pra meu intercâmbio e agora estou há um mês aqui na Irlanda. Desde adolescente eu tinha vontade de estudar inglês fora do Brasil e pra falar a verdade eu nunca pensei que fosse uma coisa possível. E demorou um bom tempo pra eu realmente entender que poderia sim realizar esse sonho, desde que me dedicasse ao máximo e me planejasse. 

Cold, but not that cold
Eu, nos meus primeiros dias de Irlanda, me acostumando com o frio
Depois de muito tempo deixando essa ideia de lado, eu e meu namorado decidimos usar o dinheiro que estávamos guardando há um tempo e decidimos que era de hora de colocar as coisas em prática. E aqui estamos. Tomar a decisão de fazer um intercâmbio não é uma coisa muito fácil, pois envolve além de paciência e planejamento financeiro, entender o momento em que está pronto pra isso. Afinal, além de se embrenhar em uma aventura em um país que você mal entende a língua, ainda vai arriscar abandonar tudo que conhece e viver longe da sua família. Eu havia entrado numa fase que apesar de gostar do meu trabalho, estava começando a me sentir esgotada e sentia uma necessidade enorme de mudança. Por isso, a decisão acabou sendo meio que natural, mesmo que não ter acordado de um dia pro outro querendo fazer isso. Só sentia que precisava, era agora ou não seria mais.

Nós tínhamos muita vontade de estudar em um país da Europa pela facilidade de conhecer outros lugares e por ser uma região que tem uma grande ligação com a história (ainda que todos os lugares do planeta tenham, né? rs). Nas nossas primeiras pesquisas de destino, quando tudo era muito embrionário, percebemos que Reino Unido seria incrível, mas totalmente fora do orçamento. Além de ter uma moeda mais cara, ainda não é possível tirar visto de estudo e trabalho. Cogitamos também ir pra Malta, que apesar de encantador tem o mesmo problema. 

Tree in St Stephen`s Green Park
Aproveitando os primeiros dias pra explorar
A Irlanda acabou sendo uma opção muito fácil e natural. É um país extremamente amigável com intercambistas e ainda tem a opção de visto pra trabalho e um período de permanência maior que em outros lugares (de 8 meses). Nós tínhamos muitas informações sobre aqui, tanto pela grande ajuda dos nossos amigos que já vieram e estão aqui quanto pelos milhares de fóruns e sites especializados em intercâmbio pra cá. É claro que além de tudo isso, nós nos identificamos com a cultura, já adorávamos vários cantores daqui e pareceu tão certo, que logo o destino estava decidido. 

Eu confesso, essa experiência toda tem sido muito melhor do que eu teria imaginado, apesar de toda a pesquisa que havia feito e todas as informações que tinha reunido. Estava tão preocupada com toda logística e as coisas que não poderia esquecer, em relação a documentação, dinheiro e toda a burocracia, que quando andei uma rua de Dublin pela primeira vez, a minha ficha caiu: "Estou em outro país, mal entendo o que está sendo falado e isso é incrível". Eu fiquei a primeira semana inteira pensando que estava em uma viagem de férias muito legal até entender que aqui seria meu lar pelos próximos meses. 

Endless sea
E ainda moro pertinho da praia <3
É claro que tudo na vida tem seu lado ruim e quando a gente tá longe de casa perrengue é o que não falta, mesmo se estamos no nosso país. Mas as coisas boas e todo o aprendizado que tive nessas primeiras semanas em um fuso horário diferente fizeram tudo valer a pena. Então por agora, vou ficar bem agasalhada na nossa foto de perfil aqui no blog. Aguardem por novas aventuras!

Sandy Quintans
@sandyquintans

(Fotos: Vinícius Novaes)


Veja também

6 pronto, falei!

  1. Adorei! Sandy, no próximo post, você poderia contar pra gente quanto gastou mais ou menos em tudo (desde passaporte, até hospedagem, estudos e tudo mais), tenho muita vontade mas ao mesmo tempo, sei que é um grande investimento.

    Beijos, sucesso meninas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, é um grande investimento, mas perto de outros países acaba sendo uma opção mais em conta. Ótima ideia! Nos próximos posts podemos falar mais detalhadamente sobre. Obrigada ❤

      Excluir
  2. Que legal, Sandy. Adorei o post e concordo com o comentário da Mayara. Seria bem interessante se pudesse falar sobre uma estimativa de gastos com a viagem. Tô muito interessada em me jogar num intercâmbio também.

    Bjinhos e muitas boas experiências nessa sua jornada =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada. Realmente é uma experiência única que desejo pra todo mundo. Pode deixar que nos próximos textos sobre intercâmbio eu falo mais detalhadamente sobre custos. Beijos ❤

      Excluir
  3. Que lindo, Sandy! Me identifiquei muito com seu post...eu também passei pelo processo de saturação e necessidade de mudança e vim parar nos EUA. Tem sido uma experiência maravilhosa...e espero que a sua também seja. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser tão incrível fazer um intercâmbio nos EUA, quem sabe na próxima <3. Muito obrigada e boa sorte na sua jornada :)

      Excluir