6 dicas pra estudar inglês sozinho

Quando a ideia de estudar inglês fora do Brasil começou a se tornar uma possibilidade – ainda que bem remota – resolvi que ia procurar mei...

Quando a ideia de estudar inglês fora do Brasil começou a se tornar uma possibilidade – ainda que bem remota – resolvi que ia procurar meios de melhorar sozinha. Pra não dizer que nunca fiz um curso, meu histórico de aulas de idioma se resume em três meses e desde então tudo que eu sei da língua foi alguma coisa ou outra que peguei nas aulas na escola, que sabemos que não costuma ser nada extraordinário. Apesar disso, eu sempre gostei de inglês e aprendi muito assistindo séries e filmes, o que me ajudou a conseguir um nível aceitável.


Eu nunca havia conversado com ninguém em inglês na minha vida, até chegar no avião vindo pro intercâmbio, e por isso, não fazia ideia do que era capaz de falar ou não. Mas logo vi que apesar da minha falta de segurança, eu tinha total capacidade de conversar aqui e mesmo que não soubesse de algumas coisas, geralmente as pessoas estão muito dispostas a te ajudar e a entender o que está querendo falar. Quando comecei as aulas, entrei no nível Intermediário Plus (atualmente estou estudando no Upper), o que me deixou surpresa já que nem sabia que era capaz. Meu maior problema é com a gramática, já que vocabulário eu tenho um nível legal, mas as aulas aqui na Irlanda têm sido essenciais pra me ajudar nisso.

Mas se você estava pensando em fazer intercâmbio fora, por que começou a estudar sozinha em casa? Justamente porque não sabia muito bem se realmente iria conseguir realizar essa vontade e também pra não chegar com um nível tão básico aqui. Por mais que esteja vindo pra estudar, é muito mais complicado pra quem não fala nada, porque o processo de aprendizado pode ser lento e todos os dias temos que resolver problemas conversando em inglês – ainda mais no início do intercâmbio. Por isso, resolvi juntar algumas coisas que me auxiliaram nesse processo, que é baseado apenas na minha experiência, mas que me ajudou a economizar uma grana com aulas aí no Brasil. 

1. Aulas no Youtube  - Já conversamos sobre o quanto o Youtube é um paraíso pra quem quer aprender qualquer coisa e com inglês não é diferente. Um dos melhores canais pra estudar é o Engvid, que reúne diversos professores nativos – que você pode escolher o que se adapta mais a você. Agora, se você estiver em um nível mais básico, há alguns canais com nativos que ensinam em português, como o SmallAdvantages – é o meu preferido, aliás. 



2. Vídeos em inglês e Podcasts – Também no meu post sobre o Youtube, comentei que comecei a seguir a Zoella pra treinar o meu listening, e foi algo me ajudou MUITO. Acho que uma das coisas mais importantes do aprendizado é melhorar o seu entendimento, porque isso também vai auxiliar a falar melhor. Os daily vlogs são as melhores coisas pra isso, porque você aprende vocabulário novo e de coisas do dia-a-dia, além de que quando não entender algo que foi dito, dá pra pegar pelas imagens ou pelo que a pessoa está fazendo. Eu tenho preferência pelos youtubers britânicos porque é o inglês que estudo, mas nos Estados Unidos também um monte de opções interessantes, como o Casey Neistat. A maior dica que eu tenho é: não se desespere. No início é bem difícil, porque não entendemos muita coisa, mas listening é prática, tem que tentar todos os dias até melhorar. 



3. Ler em inglês – Uma coisa bem legal é ler livros que você já conhece. Mas normalmente ver notícias e textos pela internet já é algo que ajuda muito. Você pode acessar sites de jornais, Tumblr, Medium e portais interessantes, tipo o Buzzfeed e Hello Giggles, além de blogs. É legal evitar traduzir todas as palavras e realmente tentar entender  o que elas significam, mas se for algo importante pode anotar as definições em um caderninho – o que ajuda a memorizar. 

4. Assistir filmes com legenda em inglês – Essa dica tem uma proposta parecida com os vídeos, porque é puramente pra treinar o listening. Mas o legal dos filmes, é que podemos colocar legenda em inglês e também aprender como as palavras que ouvimos são escritas – o que ajuda a escrever melhor também. Se tiver muita dificuldade, pode optar em assistir coisas que já conhece. 

5. Lyrics Training -  Aquela música que você ama em inglês pode te ajudar a melhorar o listening também, olha que maravilha! Nesse site você escuta as músicas que mais gosta, preenchendo as palavras que estão faltando. O modo como isso funciona vai depender do nível, que pode ser básico, intermediário, avançado e expert. Em alguns, é necessário digitar a letra inteira, mega difícil.

6. Urban Dictionary  - As expressões podem ser muito confusas pra quem está aprendendo a falar inglês, por isso é sempre bom pesquisar pra entender o que significam. Às vezes a gente escuta algo que não faz o menor sentido traduzindo ao pé da letra. Daí o legal é procurar no Urban Dictionary e também no Cambridge Dictionary, que além de explicar os significados, também dão exemplos de como aquilo é usado. 

Espero que essas dicas ajudem vocês a melhorar o inglês, assim como foi pra mim. Eu sei que nem sempre dá pra pagar uma escola, mas com soluções simples dá pra estudar sim. 

Sandy Quintans
@sandyquintans

Veja também

0 pronto, falei!